As Coisas Simples que não Fazemos

Estive recentemente em visita a um transportador e hoje recebi a triste notícia que a empresa foi assaltada no último fim de semana. Entre outras coisas, levaram todos os computadores da empresa, inclusive os servidores, e infelizmente não havia...

03 abril, 2007

Lições Estratégicas Para Dirigentes Executivos

Este artigo foi extraído da revista “Review” publicada pela IATA, edição de 1/92. Escrito pelo Dr. Christopher Bart, professor adjunto de Política de negócios, da Universidade McMaster, graduado em Administração de Empresas pela Universidade de...

12 julho, 2006

O Tal do Feedback

O feedback é uma poderosa ferramenta para o autoconhecimento e aprimoramento no relacionamento pessoal e profissional. Ele é composto de duas vias: dar e receber feedback. Apesar de ser simples na teoria, a prática é mais complexa: eu não conheço...

27 junho, 2006

Informática Al Dente

Em algumas palestras, já tive a oportunidade de desvendar para os leigos a diferença entre o hardware e o software: “hardware é aquilo que você chuta e o software é aquilo que você xinga”. É difícil explicar porque um computador travou ou porque...

14 junho, 2006

A Janela Quebrada

Tolerância Zero. Este é o nome de um programa mundialmente reconhecido, utilizado pela policia de Nova York, EUA. Este programa foi inspirado na “teoria das janelas quebradas”, concebida por dois criminologistas: James Q. Wilson e George Kelling.

16 novembro, 2005

Logística e Internet

A logística se apóia em três vertentes: o tempo, o custo e a segurança. Veremos como o casamento das necessidades logísticas com o uso da internet possibilita a redução de custos, a melhoria do desempenho e desperta um novo olhar, mais crítico e...

15 agosto, 2003

Software é Serviço Agregado

Tem empresa que ainda se julga inserida na “indústria do software”. Ledo engano que vem se repetindo ao longo dos anos para lucro que quem “fabrica” o software e prejuízo para quem compra o software para integrá-lo à sua rotina de prestador de...

20 maio, 2003

Um Novo Olhar Sobre a Redução de Custos

As ordens de redução de custos disparam a suspensão dos cafezinhos, a vigilância redobra sobre o consumo de material de escritório e proíbe-se expressamente as conversas telefônicas. A paranóia se instala. Os colaboradores perdem o pique.

31 janeiro, 2003