Logística, quem se salva na bolsa?

Foto do autor do post Nuno Figueiredo

por

Nuno Figueiredo

17 de nov de 2020

· 7 min de leitura

· 7 min de leitura

Foto do post Logística, quem se salva na bolsa?

Em um artigo intitulado “Logística: quem se salva”, uma análise feita em 2017 comentava sobre a saúde financeira das sete empresas de logística listadas na bolsa: Cosan Log, JSL, Log-In, Prumo, Santos BRP, Tegma e Triunfo.

A situação era bem desanimadora, todas as cias performando mal, num período em que o Ibovespa valorizou 25,33%, superando todas as sete ações do segmento. Parecia ser um péssimo negócio investir em Logística. E hoje, como está esse quadro?

A situação destas empresas em 2017 pode ser vista no quadro abaixo

Empresas de logística em 2017

Na lista destacamos a Prumo Logística, empresa que teve origem da LLX Logística SA, do empresário Eike Batista. Todas as ações que envolvem as empresas X do Eike são motivos de más recordações para quem investiu nelas. Um alerta que nos lembra que investir em bolsa é um investimento de alto risco. No pior caso, o seu dinheiro pode virar pó.

A Prumo fechou o capital na bolsa em 2018.

Este post não tem como objetivo indicar a ninguém o investimento em ações, nem tampouco estou indicando nenhuma das ações mencionadas.

Aplicar em bolsa para uns acaba virando um vício comparado com jogar no cassino. Há uma série de fundamentos e técnicas que devem ser aprendidas. É algo que requer estudo e tempo disponível para acompanhar.

No limite, aplicar em uma ação é apostar em uma empresa. O básico é você conhecer minimamente a empresa e o setor onde ela atua. Como estamos analisando empresas de logística, estamos num mercado mais familiar, onde atuamos.

Não faltam exemplos de como você pode se dar mal correndo riscos sem o devido conhecimento, a Prumo é apenas um dos vários exemplos.

A SIMPR3 é uma holding da JSL, entrou a pouco na bolsa como holding, o que prejudica a análise histórica. Tabelei abaixo as demais empresas.

Empresas de logística - 2011 a 2020

Para começar, o Ibovespa em 2020 vai mal, logo ações tendem a ter um resultado ruim. Não podemos esquecer que estamos num ano atípico de pandemia. Ainda assim o bom de você ver um histórico de vários anos, é constatar que há anos ruins e anos bons.

Antes que você desanime com o resultado de 2020, dá uma olhada na segunda tabela.

Empresas de logística - 2011 a 2020

Chamo a atenção para a coluna do retorno do investimento em 5 anos, ou seja, qual seria a rentabilidade se você tivesse comprado ações dessas empresas há 5 anos atrás.

Que tal um retorno de 1.445,13% no período? A única empresa que não performou foi a Triunfo, das demais, a menor rentabilidade foi de 61,69%.

A seguir, para os mais animados, coloco algumas informações básicas de cada empresa. Inclui no final informações sobre a Sequoia, porque esta foi a última empresa de Logística a entrar na bolsa. A Sequoia entrou em outubro de 2020, em plena epidemia. Ainda assim que comprou ações dela teve um retorno de 20,68%.

Todas as informações deste post se baseiam em dados extraídos da ADVFN. Não custa você conferir os mesmos em outros canais, caso deseje realmente investir.

Há poucos anos empresas de logística não frequentavam a bolsa. Este caminho foi desbravado pela Júlio Simões, atual JSL. Muito bom ver que o time de empresas de logística na bolsa está aumentando.

COSAN Logística (RLOG3)

Teve lucro líquido de R$ 117 milhões no 3T2020. No mesmo período do ano passado o lucro foi de R$ 51 milhões.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 984 milhões, aumento de 6,7% em relação ao 2T19.

O valor de mercado da Cosan é de 9,49 bilhões.

RLOG3 Gráfico de 2 anos

Adoraria ter investido na empresa há 5 anos. Um retorno básico de 1.445,13%.

Histórico RLOG3

SIMPAR (SIMH3) – Holding JSL

A controladora da JSL, Vamos e Movida teve um lucro líquido de R$ 96 milhões no 3T2020, uma alta de 45,2% sobre o mesmo período do ano anterior.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – cresceu 14,8% no terceiro trimestre, em comparação ao mesmo trimestre de 2019, ficando em R$ 587,5 milhões.

SIMH3 gráfico de 2 anos

Se você tivesse comprado ações da JSL que virou Simpar há 5 anos atrás teria uma rentabilidade de 231,57%. Nada mal, não é?

Histórico SIMH3

Log-in – LOGN3

A Log-in é um Operador Logístico que opera Cabotagem no Brasil e Mercosul.

O lucro líquido foi de R$ 9,05 milhões no terceiro trimestre. A cia reverteu um prejuízo de 17,1 milhões no mesmo período em 2019. No acumulado do ano o prejuízo é de R$ 120,3 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 83,9 milhões no terceiro trimestre de 2020. O resultado, segundo a empresa, bateu recorde.

A margem Ebitda ajustada saiu de 25,2% para 28,1%, ou seja, aumento de 2,9 p.p. No acumulado dos nove meses de 2020, o Ebitda foi de R$ 204,8 milhões, alta de 9,3% sobre o acumulado do ano passado.

O resultado ruim no lucro se deve ao alto investimento na compra do navio Log-in Polaris, que iniciou as atividades no final do ano passado.

O valor estimado da Log-in é de R$ 1,6 bilhão.

LOGN3 gráfico de 2 anos

Se você tivesse comprado ações da Log-in há 5 anos teria tido um retorno de 139,24%.

Histórico LOGN3

Santos Brasil STBP3

Valor de mercado é de R$ 3,76 bilhões. Empresa de Logística portuária.

A empresa registrou prejuízo de R 5,4 milhões no 3T2020, comparando com um lucro líquido de R$ 7,7 milhões no mesmo período do ano anterior.

O Ebitda (lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização) registrou um montante de R$ 49,7 milhões, uma queda de 16,3% no comparativo com o 3T19.

STBP3 gráfico de 2 anos

Ainda assim, o histórico de quem comprou ações há 5 anos é bom, com resultado de 61,69%.

Histórico STBP3

Tegma (TGMA3)

A Tegma é um Operador Logístico, atua principalmente em serviços de logística para a indústria automobilística, com destaque para o transporte de carros zero.

A Tegma teve lucro líquido de R$ 29,9 milhões no 3T2020, uma queda de 67,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

O valor de mercado da empresa é de R$ 1,56 bilhão. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou R$ 55,3 milhões, queda de 14,3% ante 2019.

TGMA gráfico de 2 anos

Se você tivesse comprado ações da Tegma há 5 anos teria um retorno de 444,02%. Um retorno fenomenal.

Histórico TGMA3

Triunfo – TPIS3

A Triunfo registrou lucro de R$ 1,1 milhão no 2T2020, comparado com um prejuízo de R$ 85,6 milhões no mesmo período do ano anterior. Não achei o resultado do terceiro trimestre de 2020.

A Triunfo é especializada na exploração de rodovias e no setor de infraestrutura.

A TPI possui um valor de mercado estimado em R$ 225 milhões.

TPIS3 gráfico de 2 anos

A Triunfo não experimenta um bom histórico. Quem comprou ações há 5 anos teve uma perda de -39,44%. Uma perda considerável.

Histórico TPIS3

Sequoia SEQL3

A Sequoia tem lucro líquido ajustada de 13,9 milhões no terceiro trimestre de 2020. Uma alta de 192% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Sequoia atua em serviços de transporte B2B e B2C, além de outros serviços de logística.

O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) é R$ 30,1 milhões no 3T2020 e R$ 51,9 milhões no acumulado de 9 meses.

Só no terceiro trimestre realizou 11,8 milhões de entregas.

A Sequoia estreou na bolsa em outubro de 2020, ainda não há um histórico para avaliar.

SEQL3 gráfico de 1 mês

Apesar do pouco tempo na bolsa, quem comprou há um mês atrás teve um excelente retorno de 20,68%, nada mal.

Histórico SEQL3

 

Nuno Figueiredo

Engenheiro Eletrônico formado pela Mauá, MBA em Gestão Empresarial pela FGV, é um dos fundadores da Signa, onde atua desde 95. Entre outros defeitos, jogou rúgbi na faculdade, pratica boxe e torce pelo Palmeiras.

Conheça nossos eBooks

1