ISS no Transporte de Cargas

A alta tributação de impostos no país é um dos principais problemas para empreendedores no Brasil. O grande número de taxas e alíquotas no cenário atual dificulta, muitas vezes, o crescimento saudável da empresa. E no setor de transportes não é diferente - os custos logísticos somam-se aos impostos sobre o transporte de cargas, encarecendo o valor final do processo.

ISS é a sigla que corresponde ao Imposto Sobre Serviço e trata-se de um tributo devido à Prefeitura quando o serviço de transporte se inicia e termina no mesmo município. 

Vale lembrar, que hoje em dia existem soluções que calculam esse tipo de imposto de forma automática no momento da emissão dos documentos. Isso acontece de forma prática e confiável, estamos falando de um TMS (Sistema de Gerenciamento de Transporte).

No Brasil, o setor de transportes enfrenta, basicamente, dois tipos de problemas ligados à tributação de imposto que podem comprometer a saúde financeira de qualquer empresa. 

O primeiro deles é a alta carga tributária - hoje, o país é um dos líderes mundiais em tributação no setor. O segundo é a complexa legislação tributária, que gera dificuldades de manter as obrigações acessórias em dia, até mesmo para o empreendedor de boa-fé.

Embora estejamos diante de uma situação indesejada, haja vista que uma reforma tributária é necessária no país, é fundamental que as empresas mantenham todas essas obrigações em dia com o Fisco. Caso contrário, as multas, juros de mora e diversas outras penalidades podem comprometer o progresso da sua empresa.

Assista o vídeo abaixo para saber um pouco mais sobre este assunto. 

Marcos Tomaz
Analista de Sucesso do Cliente, pai do Vicente, fã do futebol bem jogado e que aproveita o simples, porque o complicado a gente resolve.

 

0 Comentarios