A gestão da Frota Própria aplicada ao uso de um TMS

Foto do autor do post Marcos Tomaz

por

Marcos Tomaz

15 de abr de 2021

· 2 min de leitura

· 2 min de leitura

Foto do post A gestão da Frota Própria aplicada ao uso de um TMS

Para definirmos em poucas palavras, gestão de frotas nada mais é do que o gerenciamento dos veículos de uma empresa que são utilizados para o transporte e coleta ou prestação de serviços. Todo esse processo ocorre na centralização de dados, como por exemplo a manutenção dos veículos, consumo de combustível entre outros.

Sendo assim, para que os veículos sirvam a empresa com o máximo de eficiência, é fundamental pensar em estratégias e traçar planos, a fim de reduzir os riscos e custos para cada operação.

Mas afinal, como tratar todas essas questões de Frota Própria sabendo que o uso de um TMS também é algo essencial nos dias de hoje?

A gestão da Frota Própria aplicada ao uso de um TMS

Nós recomendamos a divisão da empresa conceitualmente em duas empresas distintas: a Logística e a Gestão de Frota.

A empresa de Logística é cliente da empresa de Frota, e ela parte de uma tabela de custo pronta e realiza a sua atividade comercial tendo uma noção muito rápida da rentabilidade de cada operação.

A empresa de Gestão de Frota é que deve cuidar de calcular todos os custos e acompanhar para que a gestão seja feita, de forma que esses custos estejam bem controlados e que, com o preço acordado com a empresa de Logística, seja possível remunerar todos os custos, incluindo a depreciação dos ativos.

Lembre-se que um Sistema de Gerenciamento de Transportes, que não permite a separação das operações entre Logística e Frota, e não olha o veículo como uma unidade de negócio, não irá ajudar em nada o gestor a vencer esse desafio, ok?

Para conhecer mais detalhes sobre o tema de hoje, não deixe de assistir o vídeo a seguir.

Foto: Freepik

Links Relacionados

 

Conheça nossos eBooks

 

5