Outros

O Tempo Voa

Caramba, como o Robert Redford envelheceu!

É comum ouvir alguma expressão como esta. Troque o Redford por outro ator, atriz, cantor ou personalidade. Parece que só vemos o tempo passar para os outros.

Normalmente eu respondo algo como: se fosse só ele que está envelhecendo estaria ótimo.

E de repente algumas de nossas referências, como o Ricardo Boechat, simplesmente não estão mais por aqui, viraram história. É sempre um choque a ida de alguém. Quando é alguém mais famoso, e principalmente mais querido e admirado, aí vira uma catarse coletiva. A tristeza é geral, já o sentimento de que vida está passando nem tanto.

Um site “Knowledge is Power” (Conhecimento é poder) fez uma brincadeira interessante, fazendo uma montagem com alguns atores famosos, onde eles posam com eles mesmos de há vários anos atrás. Uma forma fácil e divertida de vermos como os anos voam.

Peguei um exemplo com a dupla que estreou o filme “Uma Linda Mulher”, em 1990.

Fotos da publicação Knowledge is Power

Julia Roberts e Richard Gere
Fotos da publicação Knowledge is Power

Filme “Uma Linda Mulher”, um Romance/comédia de 1990

Filme “Uma Linda Mulher”, um Romance/comédia de 1990

Ver nossos ídolos envelhecendo, partindo, me deixa uma sensação nem sempre boa que minha timeline está avançando. Parece que foi ontem que vi esse filme pela primeira vez.

Parei de escutar notícias pela manhã desde que o Boechat partiu, pois parece que algo está errado e tenho preferido ouvir música nesse horário. Virei um órfão temporário. Isso passará, mas é o que temos para hoje.

A reflexão que me vem é não chegar com o mesmo sentimento daquela música do Julio Iglesias, “Me Esqueci de Viver”:

De tanto correr pela vida sem freio
me esqueci que a vida se vive num momento.
De tanto querer ser em tudo o primeiro
me esqueci de viver os detalhes pequenos.

Uma matéria da Superinteressante mostra que cai aproximadamente um helicóptero por dia no mundo. No Brasil a média é de 21 acidentes por ano, e considerando que temos uma das maiores frotas de helicópteros do mundo, o número não parece alto. Dos 2.154 helicópteros registrados em 2018, a grande maioria está em São Paulo.

Uma testemunha contou que o Boechat chegou a pular do Helicóptero antes deste se chocar com o caminhão, mas o mesmo caiu em cima dele. Ele era um conhecido Workaholic. No Post anterior falamos do Ric Elias, que sobreviveu a um desastre aéreo e contou como essa segunda chance mudou a sua vida. Imagino se Boechat tivesse sobrevivido se ele mudaria algo na sua frenética agenda. Nunca saberemos.

Interessante que aos 66 anos, ele vivia o auge de sua carreira. Teve uma carreira brilhante, a sua obra é inegável, e espero que ele não tenha esquecido de viver. O tempo passa para todo mundo. Carpe diem.

"Nós só vivemos uma vez, Snoopy"
"Errado! Nós só morremos uma vez. Nós vivemos todos os dias!"

Nuno Figueiredo

Engenheiro Eletrônico formado pela Mauá, MBA em Gestão Empresarial pela FGV, é um dos fundadores da Signa, onde atua desde 95. Entre outros defeitos, jogou rúgbi na faculdade, pratica boxe e torce pelo Palmeiras.

Foto: Jon Tyson

1 Comentarios
  • Wilson Amorim - 19/02/2019
    Inspirador como sempre...Lindas palavras sábio Nuno...sdds do boechat tambem...abraços..Wilson